Com novo trajeto, domingo tem Parada LGBT de Brasília com casamento igualitário

Dez casais do mesmo sexo trocarão alianças em frente ao Congresso Nacional. 28 de junho também é celebrado o Dia Mundial do Orgulho LGBT.

Publicado em 25/06/15 às 20:18

Do Gay1 DF

Foto: Divulgação

Em 2014, Parada do Orgulho LGBTS de Brasília reuniu 55 mil pessoas.
No Dia Mundial do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, 10 casais dirão sim ao juiz de paz, em frente ao Congresso Nacional. A cerimônia abrirá a 18ª Parada do Orgulho LGBTS de Brasília, às 14h, do próximo domingo. Depois de trocar as alianças, os casais recém-casados subirão no trio elétrico para participar do evento que deve reunir cerca de 60 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. A parada deste ano tem como tema “À igualdade digo sim”. Os casamentos serão realizados pela Toujours, empresa que organiza cerimônias para casais de mesmo sexo.

Cada casal poderá levar quatro padrinhos. A empresa conseguiu para as 18 noivas os vestidos da cerimônia. Para os dois noivos, serão emprestados os ternos da celebração. A cerimônia será decorada por uma empresa conhecida no ramo em Brasília. Além disso, todos farão a produção, cabelo e maquiagem, em salões de beleza parceiros do evento. “Também conseguimos as alianças e o espumante para o brinde. Todos já entraram com a papelada em cartório e assinarão os documentos no domingo”, afirma a sócia-diretora da Tojours, Gabrielle Bennet.

Foto: Reprodução/Facebook

"Sempre quis casar, é a realização de um sonho", diz Raphael Kelven.
O estudante Raphael Kelven Dias Gadioli, 23 anos, está ansioso para a cerimônia. O namorado, Wesley Pereira de Souza, também de 23, o pediu em casamento há um mês. “Não tenho palavras para descrever o nervosismo. Já roí todas as unhas”, afirma. Segundo ele, o momento é esperado desde quando tinha 15 anos. “Sempre quis casar, é a realização de um sonho”, completa o estudante. Raphael acredita que o casamento coletivo será um marco para a sociedade. “É para mostrar que o preconceito não tem vez. A gente tem o direito de ser feliz”.

Este será o primeiro casamento coletivo de pessoas do mesmo sexo do DF. A marcha, logo após a cerimônia, subirá o Eixo Monumental Sul, inclui a S1, o Palácio do Buriti, a Câmara Legislativa e termina na Torre de TV. A intenção da Associação da Parada do Orgulho LGBTS em fazer o novo trajeto é reforçar o tom de cobrança política nacional e local.
 
Encontre-nos no Google+