Polícia investiga execução de maquiadora transexual em Porto Alegre, no RS

Andréia Amado tinha 29 anos e trabalhava como profissional do sexo para realizar cirurgia de readequação sexual.

Publicado em 04/06/15 às 19:38

Do Gay1

Foto: Reprodução/Facebook

Testemunhas dizem que Andréia foi morta com seis tiros.
Uma transexual foi morta a tiros na madrugada desta quinta-feira em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O crime ocorreu por volta de 1h30m da manhã, na Rua Câncio Gomes, no bairro Floresta. A vítima, Andréia Amado, tinha 29 anos e trabalhava como profissional do sexo.

Segundo testemunhas, Andréia estava trabalhando quando um homem disparou seis tiros contra ela. Além dele, outros três suspeitos teriam participado da ação. As investigações estão sendo conduzidas pela 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Porto Alegre.

Segundo uma amiga próxima, Andréia entrou na prostituição para conseguir dinheiro para uma cirurgia de readequação sexual. Antes disso, trabalhou como maquiadora. “Foi um choque. Era uma pessoa muito querida, amada pelos amigos”, lembra a amiga, que não quis se identificar.

Foto: Reprodução/Facebook

O velório foi realizado nesta quinta-feira, 04.
 
Encontre-nos no Google+