Conar arquiva processo contra propaganda para dia dos namorados do Boticário

Publicidade não deve omitir a realidade, destaca relator de processo.

Publicado em 17/07/15 às 13:11

Do Gay1 Conar 'absolve' Boticário por propaganda para dia dos namorados



Uma das campanhas mais comentadas dos últimos tempos no Brasil, o comercial do Dia dos Namorados da marca de cosméticos O Boticário, foi "absolvida" no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). A denúncia de consumidores que consideraram a propaganda imprópria por mostrar cenas com casais do mesmo sexo foi arquivada por unanimidade. Um dos relatores, ao comentar o tema, afirmou: "Não contem com a publicidade para omitir a realidade".

A campanha, que estreou no fim de maio, no intervalo do Fantástico, da TV Globo, causou polêmica nas redes sociais e virou sucesso no YouTube. O comercial, até a quinta-feira, 16, tinha mais de 3,5 milhões de visualizações no site de vídeos. A temática gerou queixas de políticos conservadores, que chegaram a propor um boicote à empresa. Em junho, justamente no momento em que a propaganda era exibida intensamente na televisão.

Segundo fontes do mercado publicitário, a diferença entre o filme de O Boticário e os de outras marcas brasileiras que já abordaram as relações entre pessoas do mesmo sexo residiu na força da veiculação. "Hoje, há um medo enorme (das reações), a propaganda ficou muito careta e politicamente correta. E O Boticário tomou uma posição", disse um publicitário da agência AlmapBBDO, responsável pela criação do vídeo.

Em nota, o Boticário afirmou que a decisão do Conar "está em acordo com a proposta da marca de abordar, com respeito e sensibilidade, a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual, representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados".

'Diversidade do amor'
A marca anunciou o lançamento do comercial como uma defesa da "diversidade do amor", "além das convenções".

Em comunicado divulgado após a polêmica em torno do caso, a empresa afirmou que "acredita na beleza das relações" e que "valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista”.

Segundo a marca, a proposta foi "abordar, com respeito e sensibilidade, a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor - independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual - representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados".

Aumento nas vendas
As vendas do comércio para o Dia dos Namorados recuaram 5% em 2015, comparadas ao ano anterior, de acordo com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). É a primeira queda na data comemorativa desde 2009. Porém com O Boticário as coisas foram diferentes.

As vendas na empresa aumentaram 3%. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista, as causas para aumento podem ter sido a campanha em favor da empresa feita pelo movimento LGBT.

Nova campanha da marca aborda adoção
Em nova campanha para o Dia dos Pais, a marca decidiu celebrar a atitude da adoção de crianças órfãs. Mas desta vez a fabricante de perfumes parece ter se esforçado para não dar margem a polêmicas.

No novo filme, dirigido mais uma vez por Heitor Dhalia, as cenas acompanham o cotidiano de um menino que descreve o suposto dia de seu nascimento e emoção do seu pai quando ele nasceu.

 
Encontre-nos no Google+