Processo que levou à legalização do casamento igualitário nos EUA vai virar filme

FOX comprou direitos da luta do americano Jim Obergefell para ter sua união reconhecida com marido morto.

Publicado em 11/07/15 às 13:33

Do Gay1 Entretenimento

Foto: AFP

Ativista comemora a decisão da Suprema Corte.
O caso que culminou com a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo pela Suprema Corte nos EUA vai virar filme. A FOX comprou os direitos sobre a história de Jim Obergefell, o americano do estado de Ohio responsável por mover a ação na Justiça que resultou na aprovação da lei reconhecendo o casamento igualitário em todo o país.

De acordo com o jornal “The New York Times”, Wyck Godfrey e Marty Bowen, produtores de “A culpa é das estrelas”, estarão à frente do projeto. A Fox agora detém os direitos sobre as informações do advogado do personagem principal e do livro “21 Years to Midnight” (21 anos para a meia-noite), que Obergefell pretende escrever com a jornalista Debbie Cenziper. Ainda não há nenhuma informações sobre roteiro e elenco do filme.

Juntos durante 21 anos, Jim Obergefell e seu marido, John Arthur, tornaram-se símbolo da luta pelo casamento igualitário depois de batalhar na justiça para que sua união fosse reconhecida. Moradores de Ohio, estado que não permitia o casamento entre pessoas do mesmo sexo, eles voaram até Maryland, onde a união era permitida. Como John sofria de uma doença degenerativa que limitava sua locomoção, o casamento aconteceu no aeroporto.

John morreu pouco depois, dando início à luta de Obergefell para ser reconhecido como viúvo de um homem num estado ainda intolerante. Depois de uma decisão favorável de um juiz federal, o Estado de Ohio recorreu, e o caso chegou à Suprema Corte, que, em votação histórica no mês passado, reconheceu o direito de Obergefell ser, oficialmente, o viúvo de John. A decisão, considerada vinculante, automaticamente estendeu o direito à união entre pessoas do mesmo sexo para todos os estados americanos.
 
Encontre-nos no Google+