Filipinas negam primeiros pedidos para casamento entre pessoas do mesmo sexo

Dois casais filipinos do mesmo sexo fizeram a solicitação. Divórcio e aborto não são autorizados no país.

Publicado em 03/08/15 às 22:34

Do Gay1

Foto: Jay Directo / AFP

Maria Arlyn Ibanez e pastor Crescencio Agbayani seguram placa em protesto fora do cartório de registro civil de Manila. Eles tiveram pedido para casar com seus respectivos companheiros negados.
Dois casais filipinos do mesmo sexo pediram pela primeira vez neste conservador país católico o direito de contrair matrimônio, mas tiveram seus pedidos imediatamente negados.

Maria Arlyn Ibanez e sua companheira Joanne Reena Gregorio se juntaram a Pastor Crescencio Agbayani e seu companheiro, Marlon Pelipe, e foram nesta segunda-feira (3) a um cartório em Manila para tentar sensibilizar as autoridades sobre os avanços dos direitos LGBT.

Depois da recusa a seu pedido, Ibanez e Agbayani, que dirigem uma igreja informal para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, exibiram um cartaz que dizia "Não aceitamos isso" ante uma bandeira de arco-íris.

Os funcionários do cartório disseram à imprensa que foi a primeira vez que pessoas do mesmo sexo pediram o direito de se casar.

Filipinas, onde 80% dos 100 milhões de habitantes são católicos, é o único país onde o divórcio não é legal devido à grande influência da Igreja católica. O aborto também é ilegal.
 
Encontre-nos no Google+