Eric Fanning é o primeiro gay assumido indicado a liderar o Exército dos EUA

Pentágono atualizou política de oportunidades igualitárias em junho. Nomeação ainda deve ser confirmada pelo Senado norte-americano.

Publicado em 19/09/15 às 01:53

Do Gay1 Mundo

Eric Fanning é nomeado por Obama líder do Exército dos EUA; nomeação ainda deve ser confirmada pelo Senado norte-americano.

Foto: Divulgação

Eric Fanning é nomeado por Obama líder do Exército dos EUA; nomeação ainda deve ser confirmada pelo Senado norte-americano.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou Eric Fanning como próximo secretário do Exército, disse a Casa Branca nesta sexta-feira (18), abrindo caminho para a posse do primeiro gay assumido a liderar uma das Forças Armadas na história dos EUA.

Fanning ocupa atualmente o cargo de subsecretário do Exército e trabalhou anteriormente como subsecretário da Força Aérea e chefe de gabinete para o secretário de Defesa dos EUA, Ash Carter. Sua nomeação para o posto deve ainda ser confirmada pelo Senado norte-americano.

“Eric traz muitos anos de experiência comprovada e liderança excepcional para seu novo cargo”, disse Obama em um comunicado. “Estou confiante de que ele vai ajudar a liderar os soldados norte-americanos com distinção.”

O secretário de Defesa parabenizou Fanning por sua indicação e declarou que "foi um prazer trabalhar com ele e vê-lo desenvolver seu conhecimento, dedicação e experiência como funcionário público".

Grupos LGBT disseram que a nomeação de um gay assumido para liderar uma das Forças Armadas representa um sinal significativo de progresso na proteção aos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais que trabalham na maior força militar do mundo.

O Pentágono atualizou sua política de oportunidades igualitárias em junho de 2015 para proibir a discriminação baseada em orientação sexual ou identidade de gênero, mudança anunciada por Carter durante uma Parada do Orgulho LGBT.

Além disso, Obama indicou duas mulheres para os postos de subsecretárias da Armada e da Força Aérea. Janine Davidson, especialista do centro de estudos Council of Foreign Relations, foi proposta para o cargo da Armada; enquanto Lisa Disbrow, subsecretária interina da Força Aérea, passaria a ocupar efetivamente.
 
Encontre-nos no Google+