Estado Islâmico joga cinco jovens gays de alto de edifício no Iraque

O EI assassinou mais 120 pessoas, jogando-as do alto, após acusá-las de "praticar sodomia e de desvio sexual".

Publicado em 09/10/15 às 17:32

DA EFE

Estado Islâmico joga cinco jovens gays de alto de edifício no Iraque

Foto: AP

Em foto de 14 de janeiro de 2015, militantes do Estado Islâmico jogam um homem acusado de ser gay de um edifício, na província de Hassakeh, na Síria.
O EI (Estado Islâmico) assassinou nesta sexta-feira (9) cinco jovens acusados pelo grupo de serem homossexuais atirando-os do alto de um edifício no sul da cidade de Mosul, capital da província de Ninawa, no Iraque.

O presidente da comissão de direitos humanos da província, Gazuan Hamed, disse à Agência Efe que depois do assassinato os membros do EI jogaram pedras nos corpos.

Hamed denunciou que os jihadistas estão perpetrando crimes contra a humanidade em Mosul, onde segundo ele, "a brutalidade desta organização alcançou seus níveis mais altos".

O EI assassinou mais 120 pessoas, jogando-as do alto, após acusá-las de "praticar sodomia e de desvio sexual".

O grupo terrorista degolou em março, em público, outros quatro jovens homossexuais em Mossul, onde esta organização aplica desde o ano passado a sharia, a interpretação radical da lei islâmica.

Em 10 de junho de 2014, o EI ocupou Mosul e amplas partes do norte do Iraque, o que forçou centenas de milhares de pessoas a abandonarem seus lares.

Pouco depois, proclamou um califado nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.
 
Encontre-nos no Google+