"Não" vence referendo e lei de casamento igualitário pode ser anulada na Eslovênia

O 'não', no referendo, obteve 63,12% dos votos. Participação na votação chegou a 35,5%, suficiente para ser válida.

Publicado em 20/12/15 às 19:26

Com informações das Agências Internacionais

Foto: Reprodução

A votação mobilizou apenas pouco mais de um terço do eleitorado.
Os eslovenos rejeitaram, neste domingo (20), o casamento entre pessoas do mesmo sexo aprovado pelo Parlamento, em um referendo no qual o "não" obteve mais de 60% - de acordo com resultados quase definitivos.

Uma lei que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo havia sido aprovada há 10 meses no Parlamento. Os opositores ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, apoiados pela oposição de direita e a Igreja Católica, conseguiram convocar o referendo mesmo assim.

A votação mobilizou apenas pouco mais de um terço do eleitorado.

O "não" ao casamento entre pessoas do mesmo sexo obteve 63,12% dos votos, informou a Comissão Eleitoral, após a apuração de 96% das urnas.

A participação chegou a 35,5% do padrão, percentual suficiente para validar a consulta, para o que são necessários pelo menos 20%.
 
Encontre-nos no Google+