Alunos fazem protesto e pedem volta de professor afastado por usar saia

O docente foi afastado das atividades por 60 dias e sofre um processo administrativo por sua participação no desfile de 7 de Setembro de saia.

Publicado em 03/04/16 às 18:10

Por Inaê Miranda

Foto: Divulgação/Elcio Alves

Alunos e professores vestem saia durante manifestação de apoio ao professor Vitor Pelegrin, que foi suspenso por 60 dias por desfilar de saia em setembro.
Estudantes e professores da Faculdade de Educação (FE) da Unicamp promoveram na quinta-feira (31) um “saiaço” em apoio ao professor de geografia Vitor Pelegrin da Escola Municipal Professor Zeferino Vaz, na cidade de Campinas, interior de São Paulo. O docente foi afastado das atividades por 60 dias e sofre um processo administrativo por sua participação no desfile de 7 de Setembro, no ano passado, quando o projeto da escola abordou entre outros temas a violência de gênero.

O professor desfilou de saia, enquanto alunos utilizaram adereços coloridos e camisetas com mensagens como “paz”, “homofobia não” e “respeito”. Universitários e docentes da FE foram vestidos de saia e discutiram a importância do debate de gênero na escola. O ato foi organizado pelo Centro Acadêmico da Pedagogia e teve o apoio do Diretório Central dos Estudantes. “A gente decidiu que precisava fazer alguma coisa, até porque nós lutamos contra a emenda da opressão do Campos Filho (vereador, contra o tema ideologia de gênero) e aí veio essa bomba do que estava acontecendo com o Vitor”, disse Karolina Barros Moraes.



Lalo Wantanabe Minto, professor do Departamento de Filosofia e História da Educação da FE, classificou como absurdo o afastamento do professor. “Foi uma medida arbitrária, autoritária, totalmente contra tudo o que vem acontecendo no País desde pelo menos a Constituição de 88”, disse. Pelegrin afirmou que estava surpreso com o apoio. “Mostra que as pessoas querem uma escola aberta, plural, tolerante e inclusiva.” Outro “saiaço” está organizado para segunda-feira, em frente à Prefeitura.
 
Encontre-nos no Google+