Movimento LGBT participa de ato em 'defesa da democracia' na Lapa, no Rio

Artistas e intelectuais lançam manifesto contra 'golpe'.

Publicado em 11/04/16 às 22:48

Do Gay1

Movimento LGBT participa de ato em 'defesa da democracia' na Lapa, no Rio

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Ativistas LGBT endossaram o ato, mas reforçaram a importância de mais avanços nos direitos para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.
Em ato no Rio de Janeiro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, artistas e intelectuais, pessoas ligadas ao movimento LGBT voltaram a participar, na noite desta segunda-feira, da manifestação contra o processo de impeachment à presidenta Dilma Rousseff.

Artistas e intelectuais lançaram um manifesto que cita a existência de um "golpe em andamento" contra o governo Dilma. O cantor Chico Buarque esteve presente e discursou para o público, que lotou a Fundição Progresso. O ato seguiu para o lado de fora, onde um palco foi montado sob os Arcos da Lapa.

Entre os presentes estão Wagner Moura, Simone Spoladore, Leonardo Boff, Otto, Ziraldo, Alceu Valença, Beth Carvalho, Fernando Morais, Gregório Duvivier, Letícia Sabatella, Rico Dalasam, Tico Santa Cruz, Nelson Sargento, Eric Nepomuceno, Luiz Carlos Barreto, Gregório Duvivier, Jards Macalé, Aderbal Freire Filho, entre outros representantes da cultura popular brasileira.

Simpatizantes do PT e integrantes de movimentos sociais, como a Central Unica dos Trabalhadores (CUT) e Federação Única dos Petroleiros (FUP) também acompanham o evento, que os organizadores chamaram de ato "em defesa da democracia".
 
Encontre-nos no Google+