MP-SP promove campanha pela tolerância com Deena Love do The Voice Brasil

Com o título “Quem se dá bem com gente se dá bem na vida”, campanha contempla música e videoclipe com a cantora drag; assista.

Publicado em 12/04/16 às 11:26

Do Gay1 SP MP-SP promove campanha pela tolerância com Deena Love do The Voice Brasil



Contra todo tipo de preconceito e em prol da tolerância, a cantora Deena Love solta a voz para rebater frases maldosas que são postadas nas redes sociais. O videoclipe dá continuidade aos movimentos empreendidos pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) para conscientizar a todos sobre a importância de se combater o preconceito e reduzir a violência gerada pela intolerância. Com o conceito “Quem se dá bem com gente se dá bem na vida”, a campanha criada pela agência VML, voluntária da entidade desde 2014, contempla a criação da música - em parceria com a produtora S de Samba, também parceira do MP-SP, videoclipe e estratégia de ativações nas redes sociais. Os colaboradores da agência, inclusive os criadores da campanha, também participaram como “casting”, formando todo o elenco de atores da produção.

Além do videoclipe, o MP-SP também lança a cartilha “Tolerância”, documento educativo destinado a crianças e jovens que, ao abordar a Declaração Universal dos Direitos Humanos e as leis brasileiras, apresenta as diferentes formas de intolerância – racial, religiosa, política, de gênero, sexual, esportiva, social, etária, nas redes sociais, assim como o bullying, a xenofobia e a discriminação com deficientes – e como elas devem ser combatidas. A cartilha estará no portal do Ministério Público de São Paulo, também disponível nas versões para tablet e celular.

“Quem se dá bem com gente se dá bem na vida” reflete uma série de insights observados em ampla pesquisa com psicólogos, antropólogos, profissionais da educação e empresários. Entre os aprendizados estão a importância de uma educação mais aberta e o convívio com as diferenças para que sejam desenvolvidas habilidades sociais muito úteis para os indivíduos. Na primeira fase da campanha, em setembro de 2015, foram distribuídos 20 mil folhetos a alunos na rede municipal de ensino da capital. Com a nova cartilha digital, qualquer escola do Brasil poderá acessar e utilizar o documento.

Segundo o Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Márcio Fernando Elias Rosa, o MP-SP tem como meta se juntar à sociedade na busca de meios e formas de induzir a promoção da justiça também pela reprovação sistemática e perene de qualquer forma de intolerância. De acordo com ele, a tolerância gera pessoas melhores, profissionais melhores e, consequentemente, uma sociedade melhor. “A nossa aposta permanente é na educação, na consciência coletiva, na crença de que será respeitando as diferenças e as opções pessoais que a intolerância perderá sua força. O que deve encantar é a diferença, ela é que nos torna seres humanos semelhantes”, comenta o Procurador-Geral.

O videoclipe se desenrola sob a perspectiva de quem está navegando pelas redes sociais, e contém na própria letra da música de ritmo pop as respostas para os comentários preconceituosos que aparecem na tela, postados por perfis anônimos, sob pseudônimos. Do Facebook ao Whatsapp, o espectador acompanha a repercussão da canção. A letra da música aparece com os versos sendo postados em forma de comentários de perfis verdadeiros dos colaboradores da VML. O caminho criativo busca representar um comportamento real, já que as caixas de comentários costumam trazer exemplos muitos claros de intolerância, encorajados pelo anonimato e pela sensação de impunidade. A interpretação é da drag queen Deena Love – ou Pedro Novas da Cunha Figueiredo –, que tem carreira como cantora da noite paulistana e ficou conhecida do grande público ao participar do programa The Voice, da TV Globo. A mensagem “Quem se dá bem com a gente se dá bem na vida” fecha o filme, com a assinatura do MP-SP.

Fernando Taralli, presidente da VML, afirma que para a agência é muito importante participar de uma campanha que aborde tais questões e engaje mais pessoas. “Nosso objetivo é desenvolver ações que possam divulgar valores que contribuam para uma sociedade mais tolerante”, diz. “A VML tem por princípio acreditar no voluntariado como um meio de aprimoramento e incentiva a participação de todos os colaboradores no desenvolvimento de campanhas como esta”, ele completa. Seguindo este princípio, toda a produção foi feita pela própria equipe da agência, que ainda participa do elenco e faz vídeos “selfies”. O profissional de atendimento Carlos Alves e o diretor-executivo de Criação Jairo Anderson também atuam no videoclipe.

Nesta ação pro-bono, o filme será veiculado nas plataformas do MP-SP e também nos veículos de mídia parceiros que aderirem à causa. Todos trabalharam na campanha de forma voluntária.
 
Encontre-nos no Google+