Pastor processa empresa por bolo com mensagem homofóbica nos EUA

Jordan Brown diz que termo ofensivo a gays foi incluído sem ele ver. Empresa nega e diz que tem 'zero tolerância a discriminação'.

Publicado em 23/04/16 às 00:31

Do Gay1 Mundo

Pastor processa empresa por bolo com mensagem homofóbica nos EUA

Foto: Reprodução/Twitter/JenniLee

Bolo com mensagem homofóbica que Jordan Brown diz ter recebido em uma loja da Whole Foods em Austin, no Texas.
Um pastor de Austin, no Texas, está processando uma fabricante de alimentos depois de afirmar ter recebido um bolo com uma mensagem homofóbica.

Jordan Brown foi a uma loja da Whole Foods, escolheu um bolo já pronto e pediu a uma atendente que confeitasse a frase “love wins” (o amor ganha). Ele diz que recebeu a embalagem com uma etiqueta que cobria parte do bolo e só um tempo depois, ao parar em um sinal de trânsito, olhou e viu a mensagem com uma terceira palavra: “love wins fag”, um termo pejorativo usado em inglês para se referir a gays.

O pastor afirma que telefonou diretamente para a central da Whole Foods e deixou uma mensagem detalhada explicando o caso. Sem resposta, ele ligou para a loja onde fez a compra. A pessoa que o atendeu pediu desculpas, disse que o responsável seria demitido e ofereceu a ele um novo bolo e um cartão de descontos. Duas horas depois, no entanto, o mesmo funcionário retornou a ligação, anunciando que a empresa havia concluído que a loja não tinha feito nada de errado.

Segundo a WCNC, afiliada da rede NBC, Brown concedeu uma entrevista coletiva no escritório de seu advogado na tarde de segunda (18), onde explicou que, depois disso, seu advogado esperou por três dias uma resposta da empresa. Sem retorno, ele decidiu abrir um processo.

Questionada pela imprensa sobre o caso, a Whole Foods divulgou o seguinte comunicado: “O funcionário escreveu ‘Love Wins’ no topo do bolo, conforme pedido pelo cliente, e foi exatamente assim que o bolo foi embalado e vendido na loja. Nossos funcionários não aceitam ou produzem ordens que incluam linguagens ou imagens ofensivas. A Whole Foods Market tem uma política de tolerância zero para discriminação”.
 
Encontre-nos no Google+