Taís Araújo diz que Cássia Eller fez sociedade debater sobre casamento homoafetivo

No Facebook, atriz compartilhou imagem da cantora: "Dona de uma voz inconfundível".

Publicado em 11/04/16 às 01:32

Do Gay1 Entretenimento

Taís Araújo diz que Cássia Eller fez sociedade debater sobre casamento homoafetivo

Foto: Reprodução/Arte Gay1

Para atriz, cantora fez sociedade tirar do armário os debates sobre novas famílias.
A atriz Taís Araújo usou sua conta no Facebook para lembrar da cantora Cássia Eller, que faleceu no dia 29 de dezembro de 2001 com apenas 39 anos, e da importância que a 18ª maior voz da música brasileira, segundo a revista Rolling Stone Brasil, teve no avanço e discussões sobre direitos para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Enquanto Cássia Eller rodava o país em apresentações, sua companheira, Maria Eugênia, ficava em casa, cuidando do filho, Francisco. Chicão, como passou a ser chamado carinhosamente, sempre foi prioridade.

Essa harmonia foi ameaçada uma única vez. Depois da morte da cantora, o avô da criança pediu pela guarda, já que Eugênia não é a mãe biológica. Embora o filho seja fruto de uma relação eventual de Cássia com o músico Tavinho Fialho (morto em 1993), a justiça brasileira deu a guarda de Chicão para Eugênia, no primeiro caso de vitória para um casal do mesmo sexo.

Veja a postagem da Taís Araújo:

Dona de uma voz inconfundível, Cássia Eller fez a sociedade brasileira tirar do armário os debates sobre as novas...

Publicado por Taís Araújo em Sábado, 9 de abril de 2016
 
Encontre-nos no Google+