Otaviano Costa pede desculpas após comentário transfóbico no 'Vídeo Show'

Apresentador usou um vídeo no Instagram para admitir não saber que o termo é preconceituoso.

Publicado em 12/05/16 às 00:01

Do Gay1 Entretenimento Otaviano Costa pede desculpas após comentário transfóbico no 'Vídeo Show'

O apresentador Otaviano Costa publicou nesta quarta-feira (11) um pedido de desculpas pelo comentário preconceituoso por ter dito que o ator Orã Figueiredo (o Hugo, de “Totalmente Demais”) havia se dado bem por seus personagens na ficção terem se relacionado com três mulheres lindas depois de ter sido casado com uma “traveco”.

Otaviano acabou sendo bastante criticado nas redes sociais e usou um vídeo no Instagram para admitir não saber que o termo é preconceituoso. “O que acontece é que eu, como heterossexual, e a grande maioria das pessoas desconhecem o grandioso dicionário da comunidade LGBT. E, confesso, não me recordava que 'traveco' era uma palavra ofensiva e, acima de tudo, preconceituosa. Mil desculpas por isso”, disse o apresentador.

Ele também lamentou ter sido chamado de preconceituoso. “Mas, me chamar de homofóbico, transfóbico, eu também não posso aceitar. Não é assim que nós conseguiremos essa igualdade por que tanto batalhamos”, disse.

“Eu abomino o preconceito completamente. Isso está claro na minha vida pessoal e na minha postura e opiniões já declaradas em todas as temporadas do programa 'Amor e Sexo'”, declarou.



O comentário transfóbico aconteceu durante um quadro do “Vídeo Show” (Globo) desta terça-feira (10), que mostrava os bastidores da novela “Totalmente Demais”.

Nele, a repórter comentou sobre a trajetória na trama de Hugo, que havia se envolvido com as personagens de Juliana Paes, Leona Cavalli e Danielle Winits.

O ator, então, deu a entender que havia melhorado na vida amorosa. “Para quem foi casado com travesti em 'Tapas e Beijos', agora três mulheres lindas”, declarou.

Na série exibida pela Globo até 2015, Orã interpretou Tijolo, que se casou com a travesti Stephanie (Rafael Primot).

Quando o “Vídeo Show” terminou a reportagem e voltou a exibir a bancada, Otaviano emendou, rindo, que “para quem foi casado com uma traveco, está bem demais”.

Esse é o segundo comentário preconceituoso envolvendo lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais na televisão em três dias.

No domingo (8), Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, já havia dito não considerar normal a relação entre pessoas do mesmo sexo.
 
Encontre-nos no Google+