Aos 56 anos, Greg Louganis fica totalmente nu para a revista ESPN

Lenda dos saltos ornamentais de todos os tempos, atleta é gay assumido e portado do HIV.

Publicado em 25/06/16 às 22:38

Do Gay1 Esportes

Aos 56 anos, Greg Louganis fica totalmente nu para a revista ESPN

Foto: Reprodução

Greg Louganis é gay e portador do vírus HIV.
O americano Greg Louganis é o maior atleta dos saltos ornamentais de todos os tempos. Dono de quatro ouros olímpicos e várias outros títulos, gay assumido e portador do vírus HIV, o atleta ficou totalmente nu para a revista ESPN.

"Quando olho ao meu redor, eu posso dizer que estou provavelmente na minha melhor forma", disse Louganis na publicação que chega às bancadas em 8 de julho.

Para o atleta, ser saudável tem sido uma prioridade desde que foi diagnosticado com soropositivo em 1988, pouco antes de competir nos Jogos Olímpicos de Verão de 1988 na Coreia do Sul.

"O HIV me ensinou que sou muito mais forte do que eu já acreditava que eu era", diz ele. "Além disso, não se tem nada garantido. Eu não acreditava que iria chegar aos 30, e aqui estou com 56".

Aos 56 anos, Greg Louganis fica totalmente nu para a revista ESPN

Foto: Divulgação

Greg Louganis nu para revista ESPN.
A coragem o tornou um símbolo e ele virou tema do filme “Rompendo barreiras” em que conta a história de sua vida. Em 2015, Louganis deu entrevista ao Esporte Espetacular, da TV Globo, e falou sobre as dificuldades que superou como a dislexia, os confrontos com o pai adotivo que o obrigava a treinar de forma obsessiva, depressão na adolescência, a dificuldade em assumir sua sexualidade e o acidente que sofreu nos Jogos de Seul-1988 quando bateu com a cabeça na plataforma e sangrou em público.

"Eu acredito que deus nunca dá mais do que você consegue suportar. Você aprende a entender as pessoas e aceitar as situações abusivas, um diagnóstico devastador de HIV e muitas outras coisas" diz Greg Louganis.

Louganis tem 47 títulos nos Estados Unidos, cinco mundiais, cinco medalhas olímpicas, sendo uma prata (Montreal 1976) e quatro ouros (dois em Los Angeles 1984, dois em Seul 1988).
 
Encontre-nos no Google+