Grupo de oito jovens LGBT são agredidos em shopping no Distrito Federal

Grupo de rapazes e meninas entre 16 e 17 anos acusam vigilantes de homofobia. Este é o quarto caso de agressão a jovens LGBT no Santa Maria Shopping.

Publicado em 15/06/16 às 19:00

Do Gay1 DF

Cinco jovens LGBT são agredidos em shopping no Distrito Federal

Foto: Reprodução/Facebook

O caso ganhou projeção após um dos rapazes postar no Facebook.
A 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) apura a denúncia de que um grupo de jovens foi agredido por seguranças do shopping local na noite de terça-feira (14/6). O caso ganhou projeção após um dos rapazes postar no Facebook um relato sobre o episódio.

Segundo R.S., ele e outros sete amigos, todos entre 16 e 17 anos, foram ao cinema, mas, como a sessão estava esgotada, compraram ingressos para esta quarta (15). Decidiram passar o tempo na praça de alimentação e, ao descer a escada rolante — que, segundo o jovem, estava desligada —, disseram: “Vamos apertar o botão para ver se liga”.

Foto: Reprodução/Facebook

O caso ganhou projeção após um dos rapazes postar no Facebook.
Naquele momento, os jovens foram abordados por um segurança, que teria chegado com o tom de voz alterado, dizendo que não era para apertar botão algum.

“Todos nós relevamos, e falamos que a escada rolante já estava parada. Ele continuou insistindo e alterando ainda mais o tom de voz, vindo pra cima da gente (que somos também um grupo LGBT). Aí, começou uma discussão boba, por uma coisa inútil”, contou R.S., acrescentando que a amiga D.D. subiu novamente para poder lanchar. O segurança, no entanto, a parou, disse que ela não podia subir e mandou que todos fossem embora.

A adolescente contestou a determinação, porque o shopping ainda não estava fechado, e o segurança teria dito: “Você vai descer sim, por bem ou por mal”. Em seguida, desferiu um tapa no rosto da menina.

A agressão revoltou o grupo, que subiu a escada para reclamar com o segurança. Outros quatro funcionários chegaram e, segundo o relato de R.S., iniciaram a bater nos adolescentes, com socos, chutes e pontapés, com ofensas contra a orientação sexual deles.

Os rapazes e as meninas foram à 33ª DP, que fica ao lado do shopping, para registrar boletim de ocorrência.

Shopping homofóbico
Este é o quarto caso de agressão a jovens LGBT no estabelecimento. No fim de 2015, o cinema do shopping pediu que um casal se beija-se como prova de namoro para ter desconto nas entradas. Na época, Michael Nascimento disse que heterossexuais não precisavam provar relação.

Outro jovem usou a rede social para denunciar agressões por parte de seguranças do mesmo shopping. No dia 12 de junho, Higor Jesus postou que levou m bandão pelo simples fato de ser gay.

O Gay1 entrou em contato com a administração do Santa Maria Shopping, mas até o fechamento desta matéria, não tivemos resposta.

Manifestação
O episódio motivou duas manifestações contra a LGBTfobia, marcadas para este domingo (19), no Shopping de Santa Maria, uma às 16h e uma às 20h. Os movimento estão sendo organizados em páginas no Facebook.
 
Encontre-nos no Google+