Travesti é espancada até a morte em lote abandonado no oeste da Bahia

Polícia investiga circunstâncias da morte; vítima levou facada no rosto. Corpo foi achado no domingo (24), em Luís Eduardo Magalhães.

Publicado em 25/07/16 às 16:56

Do Gay1 BA

Travesti é espancada até a morte em lote abandonado no oeste da Bahia

Foto: Reprodução/Facebook

Sabrina Salles tinha 25 anos e era formada em Técnica de Enfermagem.
Sabrina Salles, uma travesti de 25 anos, foi encontrada morta com marcas de violência na cabeça, principalmente no rosto e no pescoço em um lote abandonado, no domingo (24), em Luís Eduardo Magalhães, oeste da Bahia. A polícia ainda investiga as circunstâncias da morte. O enterro foi realizado na manhã desta segunda-feira (25), em Barreiras, cidade vizinha.

Segundo a polícia, um morador encontrou o corpo da vítima em um lote baldio entre as Ruas José de Alencar e Janete Cler, no bairro Florais Léa, por volta das 12h de domingo. O corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Barreiras e liberado no mesmo dia.

De acordo com familiares, a vítima morava em Barreiras e viajava para Luís Eduardo Magalhães toda semana à trabalho. Ela tinha sofrido agressão e ameaça no ano passado, ainda segundo a família.

Sabrina tinha se formada em Técnica de Enfermagem em uma das turmas de 2013 do Centro Territorial de Educação Profissional da Bahia – Cetep e chegou a exercer a profissão no Hospital do Oeste em Barreiras.

No seu perfil no Facebook, amigos lamentam a morte da jovem e não descartam transfobia.

Travesti é espancada até a morte em lote abandonado no oeste da Bahia

Foto: Edivaldo Braga/Blog Braga

Corpo de travesti foi encontrado em terreno abandonado.
 
Encontre-nos no Google+