Doações às vítimas do massacre de Orlando alcançam US$ 23 milhões

Todo o dinheiro arrecadado será destinado aos sobreviventes e familiares das vítimas que morreram no ataque.

Publicado em 06/08/16 às 14:09

Da EFE

Doações às vítimas do massacre de Orlando alcançam US$ 23 milhões

Foto: Phelan M. Ebenhack / AP

Massacre em uma boate LGBT de Orlando (Estados Unidos) deixou 50 mortos e 53 feridos.
As doações destinadas às vítimas do massacre em uma boate LGBT de Orlando (Estados Unidos), que deixou 50 mortos e 53 feridos, alcançaram a quantia de US$ 23 milhões, anunciou nesta quinta-feira o administrador do fundo.

Ken Feinberg afirmou hoje em reunião em Orlando, no centro da Flórida, que todo o dinheiro arrecadado será destinado aos sobreviventes e familiares das vítimas que morreram no ataque que aconteceu no último dia 12 de junho na boate Pulse.

"Vocês sabem que o dinheiro não é um bom substituto, um cheque dificilmente é apropriado, e não pensem nem por um instante que é suficiente, porque não é", disse Feinberg, um especialista em distribuição de fundos entre parentes e vítimas de massacres.

O encontro de hoje foi realizado para informar como será a distribuição dos fundos arrecadados pela fundação OneOrlando, criada após o ataque realizado por Omar Seddique Mateen, de 29 anos e origem afegã, na boate.

Feinberg detalhou que os desembolsos serão efetuados de acordo com a severidade de cada caso, "determinada pelo tempo de hospitalização do indivíduo afetado" no caso dos feridos.

A lista de beneficiados está encabeçada pelos familiares das vítimas fatais, que receberão as quantias mais altas de dinheiro, seguidos pelos feridos que requererão hospitalização, os atendidos em emergências e depois os que já receberam alta.

Do mesmo modo, na lista aparecem os sobreviventes que estiveram retidos na qualidade de reféns dentro da boate, e cuja presença possa ser corroborada pelos registros das agências policiais que responderam ao massacre, explicou Feinberg.

Nos próximos meses será esclarecido como se determinará a quantia de dinheiro que receberá cada família afetada e as vítimas, quando se avançar na elaboração do plano de distribuição, cuja minuta entregue hoje aos participantes estabelece que os montantes começarão a ser entregues a partir de 27 de setembro.

A distribuição das doações será administrada pela Fundação Central Florida, organização que trabalha com mais de 400 fundos de caridade.
 
Encontre-nos no Google+