'NY Times' e 'Libération' também chamam Rio2016 de Olimpíada 'mais gay' de todas

Jogos tem o maior numero de atletas fora do armário da história. Mas jornal americano criticou a China por postura homofóbica.

Publicado em 13/08/16 às 18:40

Do Gay1 'NY Times' e 'Libération' também chamam Rio2016 de Olimpíada 'mais gay' de todas

Isadora Cerullo, jogadora da seleção brasileira de rúgbi sevens, beija a namorada Marjorie, voluntária nos Jogos Olímpicos de 2016, após ser pedida em casamento.
Depois do espanhol “El País”, o francês “Libération” e o americano “NY Times” também noticiaram que a Olimpíada do Rio se tornou a “mais gay” de todas, graças ao numero de atletas fora do armário: 51, ante 23 em Londres (2012) e dez em Pequim (2008).

A China, aliás, é o centro da matéria do “NYT”: nenhum atleta do país “saiu do armário” nestes Jogos. Diz o jornal que o “ambiente” chinês ainda não permite que um atleta do país se saiam do armário.
 
Encontre-nos no Google+