Polícia prende 3 por espancar travesti e irmã no Rio de Janeiro; vídeo

Homens aplicam sequência de chutes; confusão começou dentro de van. Três homens envolvidos na agressão foram identificados e presos.

Publicado em 14/09/16 às 10:26

Do Gay1 Polícia prende 3 por espancar travesti e irmã no Rio de Janeiro; vídeo



A polícia pediu a prisão preventiva de três homens que espancaram uma travesti até ela ficar desacordada, no último domingo (11), em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Imagens de um cinegrafista amador mostram a agressão. Homens chutam a travesti e a irmã tenta defendê-la, mas também é agredida com sequência de chutes.

A confusão começou dentro de uma van. A irmã da travesti que estava dentro do veículo comentou que ela começou a ser ofendida e agredida por um dos homens que estavam dentro da van. Na sequência, ela se defendeu e agrediu o homem. A confusão criou força quando outros dois homens se juntaram no ataque.

O vídeo continua sendo compartilhado na internet, com centenas de visualizações nas redes sociais. A imagem já teve mais de 4 milhões de visualizações, 22 mil comentários, 18 mil curtidas e 45.5 mil compartilhamentos.

Três suspeitos já foram presos
O Delegado de Polícia Daniel Mayr da 36ª DP (Santa Cruz) informou que três suspeitos foram presos, nesta quarta-feira, pelo crime de tentativa de homicídio. Eles foram identificados como Cleiton da Silva, Rodrigo Luiz Silva Soares e Jorge Batista Ignacio.

De acordo com as investigações realizadas pela unidade, os três homens foram identificados como autores das agressões. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito policial foi instaurado e diligências foram feitas para apurar o crime. Também foram analisadas as imagens do fato e localizadas as vítimas que prestaram mais detalhes do crime.

Os três autores do crime foram identificados na tarde de terça-feira (13) e, com base nas provas colhidas, o delegado responsável pelo caso representou pela decretação da prisão temporária dos autores, medida que foi deferida pela Justiça. Os três criminosos já foram ouvidos na delegacia. Ainda segundo a Polícia Civil, foram apresentadas as imagens do crime e os três autores se reconheceram como sendo os agressores.

De acordo com o delegado Daniel, em uma van de transporte alternativo, Rodrigo teria começado com ofensas de cunho transfóbico contra a vítima, iniciando uma discussão entre eles que, logo depois, evoluiu para agressões físicas recíprocas. A travesti então disse que para se defender, se apossou de uma faca que seria de Rodrigo e o esfaqueou. Pouco depois, Jorge e Cleiton foram auxiliar Rodrigo na luta, passando a também agredir covardemente a travesti e sua irmã.
 
Encontre-nos no Google+