Apoiadores de Trump na Califórnia agridem jovem gay após eleições

Canadense Chris Ball teve uma garrafa quebrada na cabeça e desmaiou. LGBTs fazem protesto contra vitória do republicano.

Publicado em 10/11/2016 às 13:24

Do Gay1 Mundo

Apoiadores de Trump na Califórnia agridem jovem gay após eleições

Foto: Reprodução/Facebook

O jovem foi agredido por um grupo.
O produtor de cinema canadense Chris Ball, de 20 anos, decidiu acompanhar o resultado das eleições presidenciais norte-americanas num bar em Santa Mônica, na Califórnia, mas acabou apanhando de apoiadores do republicando Donald Trump.

Segundo Ball contou ao jornal “Metro” de Calgary, no Canadá, conforme a apuração foi acontecendo o bar foi enchendo e os ânimos ficaram mais exaltados. “As pessoas começaram a lançar insultos homofóbicos para mim. Eu não queria provocá-los, mas acabei entrando na onda porque eles estavam dizendo coisas como ‘nós temos um novo presidente’, bichinha”, disse.

Mais tarde, quando deixou o bar, sozinho, Chris Ball foi atacado por um grupo de homens numa rua e um deles quebrou uma garrafa na sua cabeça. Ele caiu para trás e desmaiou. “Eu lembro de acordar e limpar o sangue de meus olhos. Liguei para alguns amigos, eles me pegaram e fui direto para o hospital”, disse o jovem.

A polícia de Santa Monica não comentou o caso para a imprensa local. Segundo Ball, não foi uma questão de política, mas de ódio alimentado pela atmosfera carregada da eleição. “Estou de muito bom humor, e é assim que eu tenho que lidar com isso. Estou vivo e bem e ainda muito gay”, afirmou, bem-humorado, o jovem.

Apoiadores de Trump na Califórnia agridem jovem gay após eleições

Foto: Reprodução/Facebook

Chris Ball, de 20 anos, foi atacado quando deixava um bar.
Protestos contra Trump
Menos de 24h após o anúncio da vitória de Donald Trump, coletivos e ativistas LGBT participam dos protestos que começaram a acontecer em cidades da Califórnia, onde Hillary Clinton ganhou com 61% dos votos, numa onda de manifestações contra o republicano que se arrastou pela quarta (9) e atingiu outros Estados do país.

Na região da baía de San Francisco, famoso bastião liberal e berço do ativismo LGBT nos anos 1960, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais acordaram já prontos para atos de desagravo contra o nova-iorquino bilionário de 70 anos, que conseguiu ofender praticamente todas as minorias norte-americanas durante sua campanha eleitoral com discursos homofóbicos e apoio de grupos anti-LGBT.

Coletivos LGBT participam dos protestos contra vitória de Trump em eleições

Foto: Max Whittaker/Reuters

Jovens protestam conta Donald Trump na Universidade da Califórnia.
 
Encontre-nos no Google+